Auto-estradas: Portagens da Brisa vão aumentar em média 2,2% no próximo ano
Notícia da Agência LUSA
Sexta-feira, 5 de Novembro de 2004

Lisboa, 05 Nov (Lusa) - As portagens da rede de auto-estradas da Brisa vão aumentar 2,2 por cento, em média, no próximo ano, disse hoje o presidente do conselho de administração da concessionária de auto-estradas.

"Vamos fazer, em 2005, um aumento médio de 2,2 por cento das tarifas de portagem da rede da Brisa", afirmou Vasco Mello, no encerramento do Dia do Investidor da Brisa - Auto-estradas de Portugal.

O valor de actualização médio das tarifas representa 90 por cento da inflação estimada para 2004, com base na evolução de preços verificada em Outubro.

Vasco Mello referiu que a média diária de tráfego deverá crescer cerca de 2 por cento este ano, em base comparável.

A Brisa prevê que em 2004 o Produto Interno Bruto (PIB) cresça 0,8 por cento.

Para o próximo ano, a Brisa prevê um crescimento do PIB "acima de 2 por cento", um valor mais prudente do que os 2,4 por cento previstos pelo Governo no Orçamento do Estado (OE) para 2005.

Como existe uma "forte correlação histórica" entre o crescimento da economia e do tráfego, tendo por base o crescimento previsto pela Brisa para o PIB, é expectável um crescimento de 4,4 por cento do tráfego no próximo ano.

Por isso, Vasco de Mello espera um "forte crescimento orgânico" em 2005 e um significativo crescimento não orgânico, com a abertura ao tráfego de novos troços da A10 e A13 e a entrada em actividade da A17.
 


Sugestões e comentários para webmaster