Anunciadas marchas lentas contra portagens
na A25, A24 e A23

A Comissão de Utentes Contra as Portagens na A25, A24 e A23 anunciou para o dia 8 de Abril marchas lentas nos quatros distritos atravessados por estas auto-estradas, numa «acção convergente» de protesto, noticia a Lusa.

«Está confirmado que o Governo está a querer avançar a sério com a introdução de portagens. Portanto, no dia 8 de Abril, mês em que o Governo diz que serão introduzidas portagens nestas auto-estradas, realizaremos uma acção convergente destes quatro distritos», nomeadamente Vila Real, Viseu, Guarda e Castelo Branco, afirmou em conferência de imprensa o porta-voz da comissão, Francisco Almeida.

Por definir está ainda «a forma como elas se articularão entre si», mas «certo é que, no dia 8 de Abril, se realizará em toda esta vasta região uma acção convergente de luta contra as portagens que envolverá centenas e centenas de pessoas e o condicionamento do trânsito nestas três auto-estradas», frisou.

Segundo a Lusa, Francisco Almeida contou que na A25, por exemplo, já há obras junto à área de serviço de Viseu e na zona de Ventosa (Vouzela) com vista à colocação dos pórticos necessários para que as portagens possam ser cobradas.

Questionado pelos jornalistas se, ainda assim, acredita que a introdução de portagens não avance, respondeu que «até ao lavar dos cestos é vindima» e deve haver esperança.

«Em 2004 toda a gente dava como certo e arrumado que haveria portagens nas auto-estradas. De 2004 até 2011 ainda não foram introduzidas portagens nestas três auto-estradas», lembrou.

E garantiu que, mesmo depois de o Governo começar a cobrar portagens nalguns troços destas auto-estradas, «o protesto continuará». De acordo com a Lusa, a comissão vai pedir uma reunião ao presidente da Assembleia da República para lhe entregar o abaixo-assinado, esperando, nessa altura, ter já recolhido cerca de 30 mil assinaturas.

 

Notícias datadas de 2004

 Marcha-lenta contra as Portagens entupiu o IP5 durante duas horas

Duas horas e treze minutos para percorrer 23 quilómetros. A marcha lenta que ontem entupiu o IP5 >>>>

Espero que a Assembleia da República discuta a petição e que os deputados eleitos na região tenham a coragem de pôr à frente de tudo os interesses das pessoas que os elegeram", exortou Francisco Almeida

Assembleia Municipal de Viseu aprova moção contra as portagens no IP5 e IP3

A Assembleia Municipal de Viseu aprovou no dia 27 de Setembro, por unanimidade, uma moção contra a eventual cobrança de portagens nos Itinerários Principais (IP) 3 e 5, que servem o concelho

Ver todas as notícias

Sugestões e comentários para webmaster