O chamado princípio do utilizador/pagador
... pequeno texto de Francisco Almeida

 O chamado princípio do utilizador/pagador  que o Governo invoca deve ser firmemente combatido a não ser que alguém queira aplicá-lo a toda a vida nacional - eliminam-se as despesas de pessoal com as polícias e, de seguida, entrega-se a segurança dos nossos bairros a empresas de segurança privada passando todos os vizinhos a pagar uma quota. Acaba-se com as despesas dos tribunais e fazemos justiça por mão própria. Acabamos com os salários pagos a quem trabalha nas escolas e passamos a pagar a educação dos nossos filhos em colégios privados. O orçamento de estado deixa de pagar o funcionamento dos serviços de saúde e pagamos tudo em clínicas privadas. Seria o princípio do utilizador/pagador aplicado em pleno. Provavelmente, é a isto que a maioria que nos governa quer conduzir o país. O Estado passaria a servir apenas para ter  ministros, secretários de estado, assessores, presidentes de câmara, deputados (obedientes de preferência) e trataria de distribuir pelos amigos uns tantos negócios.

Como se vê, por de trás da “conversa” do Primeiro Ministro está um miserável ataque aos direitos dos portugueses que vivem do seu trabalho.

Francisco Almeida

Notícias datadas de 2004

 Marcha-lenta contra as Portagens entupiu o IP5 durante duas horas

Duas horas e treze minutos para percorrer 23 quilómetros. A marcha lenta que ontem entupiu o IP5 >>>>

Espero que a Assembleia da República discuta a petição e que os deputados eleitos na região tenham a coragem de pôr à frente de tudo os interesses das pessoas que os elegeram", exortou Francisco Almeida

Assembleia Municipal de Viseu aprova moção contra as portagens no IP5 e IP3

A Assembleia Municipal de Viseu aprovou no dia 27 de Setembro, por unanimidade, uma moção contra a eventual cobrança de portagens nos Itinerários Principais (IP) 3 e 5, que servem o concelho

Ver todas as notícias

Sugestões e comentários para webmaster