Utentes das A23, A24 e A25 prometem dar luta
JN, 25 de Junho 2010


O movimento de utentes contra as portagens na A25, A23 e A24 considerou ontem que esta medida significará que os distritos da Guarda, Viseu, Castelo Branco e Aveiro vão continuar "a ser sacrificados e o seu desenvolvimento adiado".

"A isenção dos residentes está mal explicada", desconfia o líder do movimento, que deu, ontem, uma conferência de imprensa na área de serviço da Guarda da A23. Na ocasião, Francisco Almeida desafiou José Sócrates e Pedro Passos Coelho a conhecer as vias alternativas e anunciou que está a circular um abaixo-assinado contra esta medida.

"O objectivo é recolher 25 mil assinaturas que serão enviadas à Assembleia da República. Mas não descartamos a organização de buzinões, cortes de estradas, marchas lentas ou mesmo o bloqueio da fronteira de Vilar Formoso, se se concretizar", avisou.

Acrescentou que a comissão vai analisar o facto de estas rodovias terem sido construídas com fundos comunitários para tomar outras medidas "junto das instâncias competentes". Tudo porque as portagens na A25 (Aveiro-Vilar Formoso), A23 (Guarda-Torres Novas) e A24 (Viseu-Vila Real) são "profundamente prejudiciais e injustas para a economia e as populações destes distritos", disse.

Para o provar, foi apresentada uma tabela com os valores a cobrar, tendo em conta o preço das portagens que o Governo aplicou noutras. Por exemplo, um ligeiro de passageiros que viajar entre a Guarda e a Covilhã terá que pagar 4,25€. Já um pesado que venha de Aveiro em direcção a Vilar Formoso será portajado em 44,40€. "Isto significa um aumento do custo de vida, mais dificuldades para as empresas", conclui Francisco Almeida.

Luis Martins

Notícias datadas de 2004

 Marcha-lenta contra as Portagens entupiu o IP5 durante duas horas

Duas horas e treze minutos para percorrer 23 quilómetros. A marcha lenta que ontem entupiu o IP5 >>>>

Espero que a Assembleia da República discuta a petição e que os deputados eleitos na região tenham a coragem de pôr à frente de tudo os interesses das pessoas que os elegeram", exortou Francisco Almeida

Assembleia Municipal de Viseu aprova moção contra as portagens no IP5 e IP3

A Assembleia Municipal de Viseu aprovou no dia 27 de Setembro, por unanimidade, uma moção contra a eventual cobrança de portagens nos Itinerários Principais (IP) 3 e 5, que servem o concelho

Ver todas as notícias

Sugestões e comentários para webmaster